Domingo, 07.06.09

Desejaste-me sonhos bonitos
Tive-os, sabes?
Estávamos à mesa
o criado falava comigo
e eu olhava-te enfeitiçado
Nem o ouvia
A sua voz estava ao nível
da estática do silêncio

Teus olhos ecoavam harmonias
e teus lábios as melodias
que te harpejavam no peito

 
 
(pousaste a tua mão na minha
alertando-me para o jovem
de calça preta e casaco branco)
- Só um minuto!, disse-lhe
com sorriso contrafeito

Olhámos a lista
Escolheste linguado com mexilhões
e molho “Bechamel”
Eu, filetes com vinho do Porto

Para beber um Pinot Grigio di Pavia

 
 
(o jovem tomava nota, diligente,
com maestria)
Olhando pela janela
o mar rebentando no molhe
salpicava o horizonte de espuma
Disse uma laracha e em teus lábios
um sol iluminou a bruma


Para sobremesa escolheste
tarte de maçã com passas
Eu, uma mousse de caipirinha
 
 
(imaginei-te assim por debaixo
da calcinha)
Paguei a conta e saímos
Bebemos café alhures
Beijávamo-nos quando

- Horrores! –
saídos de nenhures
pulavam três amores

 
 
(na cama em que te amo
noites afora    em lume brando)
   
[Luís Eusébio]  


publicado por PortoCroft às 01:06 | link do post

mais sobre mim
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

Devaneando

arquivos

Junho 2009

tags

luís eusébio

poesia

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds